A importância do regulamento para promoções em redes sociais

A promoção ainda é um dos maiores chamarizes de público em redes sociais. Assim como no comércio convencional, buscar novos clientes a partir de sorteios ou concursos culturais é uma saída eficaz e que alimenta o número de seguidores e público fiel. A atração se dá através de uma oferta que tenha tanto a ver com o valor de sua marca como o seu negócio, importando preferencialmente a divulgação do seu produto, mas também procurando aumentar o grau de intimidade entre você e o consumidor.

 

 

Mas tudo sempre tem algumas complicações. Em promoções nas redes sociais principalmente, as queixas dificilmente não existirão e se você pretende alguma ação deste tipo, é bom se preparar. A importância de um gerenciamento profissional nas mídias é extremamente aconselhável, porque é a partir de um conhecimento aprofundado de público e de negócio que sua promoção será bem sucedida.

 

Aqui na Fabulosa Ideia já atendemos diversos clientes que realizaram promoções para seu público. Foi assim com o Hotel Bangalôs da Serra, nosso cliente de Gramado, que, a partir de nossa supervisão, fez a promoção em parceria com a TV Bandeirantes RS. Essa união entre cliente e meios de comunicação, uma sugestão da própria Fabulosa Ideia, é uma saída eficaz que atrai muitas pessoas para o negócio: a publicidade é feita pela própria mídia, que cobre a promoção e o resultado, dando visibilidade também a marca. Foram mais de 300 participantes para concorrer a um final de semana no hotel para assistir ao Natal Luz!

 

 

Reforçamos a importância de um regulamento também nas ações de promoção. Eles serão o seu guia e vão auxiliar em qualquer problema que possa surgir. Esse é o primeiro passo depois da concepção da ideia: uma lista de regras. Quando elas não são claras, ou ainda, não contemplam o que o criador da promoção exige, é que mora o problema.

 

Um case negativo nesse sentido aconteceu no início desse mês, quando o blog MacMagazine promoveu um sorteio de iPad pelo seu twitter. Pelas regras dos produtos Apple isso já é proibido – você pode conferir aqui – o que já é uma bola fora. Mais que isso, o sorteio foi realizado, e a primeira seguidora a ser contemplada foi desclassificada. O critério do responsável pela promoção? A moça não usava seu nome completo na rede social, quando o exigido deveria ser o “nome completo da pessoa referenciado, pelo menos os seus primeiro e último nomes”.

 

O problema causou uma confusão nas redes sociais e o assunto deu pano para manga. A solução da MacMaganize foi publicar uma “Carta Aberta” (o que foi motivo de deboche por conta dos indignados) e por fim, a determinação de que somente seguidores que façam parte de um banco de dados criado por eles que poderão participar. Se a iniciativa está correta ou não, só o tempo dirá. tenha sempre em mente: regras existem para ser cumpridas – mas não pratique a mágica do absurdo – já que não se pode contentar a todos, que o regulamento sirva para estabelecer limites (pertinentes).

 

Posts relacionados:

>>> Para qualificar as promoções no Facebook

>>> Como as marcas são expostas nas redes sociais

>>>Lojas nas redes sociais e o futuro do e-commerce

 

Posts relacionados:



Deixe uma resposta