Usuários do Twitter visitam mais lojas online e… compram mais!

Se você entrou na onda de que o Twitter está com os dias contados e que o que interessa agora para as marcas é o Facebook, calma lá.

 

O Twitter divulgou um estudo que fez em parceria com a Compete para convencer de que seus usuários estão mais propensos a comprar do que o consumidor web em geral.

A pesquisa analisou 7,8 mil internautas e mais de 700 sites de marcas de varejo. Os usuários foram separados em três grupos: o primeiro foi exposto a pelo menos um tweet varejista; o segundo representava pessoas que usaram o Twitter mas não viram mensagens das lojas; e o terceiro grupo era formado pelo usuário comum de internet.

 

De acordo com o estudo, os que viram tweets varejistas visitaram mais os sites das lojas e também foram mais suscetíveis a efetuar compras online, o que não deixa de ser uma junção óbvia: quanto mais as pessoas veem tweets, mais visitam as lojas e mais compram.

 

Durante o período estudado, 27% dos usuários comuns de internet compraram algo de sites de varejo, enquanto os usuários do microblog obtiveram uma taxa de 33% dentro dos mesmos sites. A exposição a mensagens dessas lojas fez a porcentagem aumentar para 39%.

 

 

O corresponsável por pesquisas publicitárias do Twitter, Taylor Schreiner, afirma que os usuários da rede social chegam aos sites de varejo com uma intenção mais alta de compra e dá a dica: “Facilite para eles. Inclua links nos tweets que agilizem o processo de compra e ofertas especiais que incentivem a ação.”

 

Posts relacionados:

>>> Facebook Brasil cria pacote de ferramentas para ajudar marcas

>>> Aumente o engajamento nas fan pages com notificações e listas

>>> Embaixadores de marcas: clientes apaixonados pela sua empresa

Posts relacionados:



Deixe uma resposta