4 dicas para mandar bem em anúncios no LinkedIn

Nem todo mundo sabe, mas no LinkedIn é possível publicar anúncios num formato bem semelhante ao Facebook e ao Google. E dá pra promover tanto produtos quanto serviços, sendo que eles não precisam estar necessariamente vinculados à área de recursos humanos.

 

Óbvio que a preferência é por assuntos profissionais, mas o anúncio pode ser, por exemplo, sobre cursos, softwares de gestão e até locação de escritórios.

Apesar da semelhança no formato, o LinkedIn Ads possui algumas peculiaridades que o distinguem das outras redes. Por isso, vale a pena conferir a lista de dicas publicadas pelo Mashable:

 

Orçamento e Estatísticas

A rede social sugere aos anunciantes um valor mínimo e um máximo de investimento para que seus anúncios permaneçam em destaque. Procure investir no valor máximo ou em alguma quantia acima dele para ganhar vantagem sobre seus concorrentes.

 

O LinkedIn também não distribui todos os seus anúncios igualmente ao longo do dia: eles são exibidos em maior quantidade nos horários com movimentação mais intensa de usuários. Procure analisar frequentemente as estatísticas de retorno de suas campanhas para melhor aproveitar os dias e horários de maior tráfego no site.

 

 

Segmentação
É importante ainda fazer com que seu serviço ou produto chegue às mãos de seu público-alvo. Para isso, atente-se à utilização correta das ferramentas de segmentação oferecidas pelo site. Acrescente descrições de habilidades, gênero, idade e localização para atingir um target específico.

 

 

Criatividade
Depois de definido um público-alvo, é necessário ainda fazer com que ele se interesse por sua campanha. Desta forma, utilize a criatividade e certifique-se que seu texto chame atenção do leitor; mantenha-o sempre atualizado. Imagens, mesmo que pequenas, devem ser de fácil identificação e visualmente atraentes.

 

 

Opções
Por fim, reveja continuamente os resultados de sua campanha. O ideal é que haja ao menos três diferentes versões da mesma e duas em andamento. Assim, a que possuir menor retorno pode ser rapidamente substituída para que os números cresçam ainda mais.

 

Posts relacionados:

>>> Dicas para usar o “endorsements”, a nova ferramenta do LinkedIn

>>> Marketing e Geolocalização e o que Bob Dylan tem a ver com isso

>>> Cinco coisas que você não sabia que podia fazer no LinkedIn

Posts relacionados:



Deixe uma resposta